Whatsapp: (32) 98828-0752

BLOG

O mito da caverna do dragão

dragão

Considerações sobre o novo normal

Para Renato Mello

Nos anos 80, um desenho animado fez muito sucesso na televisão. A ”Caverna do Dragão” foi uma produção com um dedo da Marvel cujo tema era um grupo de crianças que, ao entrar num brinquedo num parque de diversões, acaba sendo transportado para um reino encantado repleto de perigos e lutas, onde seu principal algoz é o personagem Vingador, um bruxo que os persegue ao longo de toda a série. Mas eles não estão desamparados: um personagem misterioso, o Mestre dos Magos, os ajuda com dicas e conselhos enigmáticos em sua busca por achar um caminho de volta para casa.

                Esta série ficou inacabada, porém seu roteirista escreveu o último episódio, onde o desfecho revela uma identidade íntima entre o Vingador e o próprio Mestre dos Magos (descobrimos que este é pai daquele) e os garotos podem enfim voltar para casa e para sua vida normal, já que o feitiço que pairava sobre o maléfico Vingador é quebrado e ele se torna um bom príncipe novamente.

caverna do dragão
Desenho Animado – A Caverna do Dragão

                Essa idéia de que podemos voltar a um estado de felicidade perdido é o que nos importa aqui considerar.  O mito da caverna de Platão versa sobre algo semelhante. O filósofo nos fala sobre uma dicotomia entre o mundo em que vivemos e o mundo das Idéias. Este é um locus perfeito onde vivem as idéias puras. A alma humana, por já haver habitado esse lugar um dia, guarda sua lembrança idílica. Acontece que a manifestação das idéias puras no nosso mundo é sempre imperfeita ou no máximo, aproximada. Assim a nostalgia de um estado anterior de felicidade permanece gravada em nossas almas, sempre evocando um desejo de voltar a ele, já que vivemos num mundo degenerado que nos impõe uma condição inferior de insatisfação e infelicidade.

                O novo normal, uma expressão que procura circunscrever o mundo pós pandêmico, quer seja, uma imperativa re-significação e adequação às transformações profundas em nossa sociedade hodierna, é um jargão que está na moda. A necessidade do isolamento fez com que as relações entre pessoas, instituições, empresas, etc., sofressem mudanças significativas; alie-se a isso a velocidade vertiginosa com que a internet invadiu o nosso cotidiano, forçando-nos a um novo modo de viver. 

Mas a promessa de uma vacina para o vírus oferece um refúgio psicológico para muitas pessoas que parecem não aceitar esse novo estado de coisas. “Vai passar” é um mote que demonstra essa esperança de achar o caminho de volta da Caverna do Dragão, revelando um sentimento de retorno nostálgico à felicidade perdida da Caverna de Platão.

Assim, estamos divididos entre duas tendências opostas: podemos esperar ansiosos pela restituição do velho normal ou podemos encarar a angustiante tarefa de enfrentar um mundo instável, indefinido e imprevisível. Por ora, não há nada que nos garanta uma escolha.

Há uma versão apócrifa, porém, do desfecho da série da Caverna do Dragão. Nesse último episódio, descobrimos que os garotos, na verdade, estariam mortos e que o Mestre dos Magos e o Vingador seriam a mesma pessoa…

Compartilhar Post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on print
Atendimento: Seg a Sex de 8:30 às 18:00.
Iniciar Atendimento
X
Top